Objectivo do Projecto

 

O objetivo do projeto consiste no desenvolvimento de substratos ecológicos, através da seleção e utilização de resíduos industriais de base inorgânica e orgânica, para aplicação em coberturas verdes, validando-se os mesmos na componente técnica, económica e ambiental.


 

Projeto nº 033728

Custo total elegível: 684.680,29€
Apoio financeiro da EU: 469.994,97€
Autofinanciamento: 214.685,32€

 


Síntese Descritiva:


O EGR – EcoGreenRoof visa o desenvolvimento de substratos ecológicos, através da seleção e utilização de resíduos industriais de base inorgânica e orgânica, para aplicação em coberturas verdes.
Procurar-se-á que as formulações sejam tentativamente produzidas, de modo exclusivo, a partir de resíduos industriais e/ou materiais derivados do tratamento de resíduos, quer na parte inorgânica inerte, quer na componente orgânica vegetal. As formulações serão desenvolvidas em escala piloto, em instalação a estudar, desenvolver e construir durante o projeto. Os substratos produzidos serão testados em condições reais validando-se os mesmos e o processo de produção inerente, assim como obtendo dados essenciais para a sua comercialização, na componente técnica, económica e também ambiental. 

Objetivos:


Pretende-se desenvolver um sistema que assentará num processo de transformação e valorização dos resíduos de diferentes setores económicos e que terá como objetivos macro: 

  • Reutilização e valorização de recursos: utilização de resíduos de forma transversal, pois serão usados resíduos com diferentes composições e origens; 
  • Desenvolvimento de produtos de valor acrescentado e eco-eficientes: desenvolvimento de substratos com materiais reciclados que poderão substituir os produtos convencionais, o que se perfila em alinhamento com os conceitos de economia circular;
  • Melhoria económica do setor das coberturas verdes: a utilização destas matérias-primas alternativas permitirá reduzir substancialmente o custo dos substratos, o que levará a diminuir igualmente o custo final das coberturas verdes; 
  • Análise da viabilidade de outras aplicações: será analisada a viabilidade de aplicação dos materiais reciclados selecionados na produção de substratos para jardinagem ou viveiros, aumentando assim o leque de potenciais clientes para as soluções encontradas; 
  • Melhoria ambiental e redução das emissões de carbono: a disseminação alargada dos resultados deste projeto possibilitará que a utilização de coberturas verdes seja mais generalizada no contexto das infraestruturas verdes das cidades, promovendo uma melhor qualidade ambiental dos espaços urbanos. Para tal, serão quantificados os benefícios energéticos ao nível da aplicação destes substratos em coberturas verdes.

 

 

Período de execução: 01-10-2018 a 30-09-2021 Mapa de Gantt - Cronograma do Projeto

 


EQUIPA

Paulo Palha
NEOTURF 

Diretor do projeto

Lienciado em Engenharia Agronómica pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), desde 1999 desenvolve trabalhos nas áreas da arquitectura paisagista, construção e manutenção de jardins, coberturas verdes e infraestruturas verdes. É actualmente Director-Geral da empresa Neoturf (www.neoturf.pt) tendo fundado a empresa Landlab (www.landab.pt) Já desenvolveu, inúmeros projectos de jardins e coberturas verdes, tendo coordenado as obras/instalação da grande maioria destes, alguns deles no estrangeiro. Actual Presidente da Associação Nacional de Coberturas Verdes ANCV (www.greenroofs.pt), vice-presidente do board da EFB (Federação Europeia de coberturas verdes) (www.efb-greenroof.eu/) e representante de Portugal na World green infrastructure network WGIN (www.worldgreenroof.org/) .

Fernando Castro
W2V e Universidade do Minho 

Coordenador científico do projeto

...

Tiago Teixeira
W2V 
João Ribeiro
W2V 
Isabel Aguiar Pinto Mina
CVR 

Professora auxiliar do Departamento de Biologia da Escola de Ciências da Universidade do Minho (DB ECUM). Licenciada em Biologia pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (1982) e doutorada em Ciências pela UMinho (2000). Docente desde 1982 no DB-ECUM a sua atividade de investigação centra-se na Biologia Ambiental (FitoETARs e bioindicadores) e em novas metodologias de Ensino-Aprendizagem.

Vânia Pinheiro
CVR 

Mestre em Engenharia Biológica (UMinho, 2007), desenvolveu atividades de investigação na área da micologia, nomeadamente na produção de cogumelos. Formadora na área da segurança alimentar e micologia de 2011 a 2014. Investigadora na tarefa 2 do presente projeto.

André Ribeiro
CVR 

Licenciado em Biotecnologia pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo, ocupa o cargo de Investigador, sendo responsável pelo desenvolvimento laboratorial e experimental de diversos projetos nacionais e internacionais desenvolvidos no CVR, essencialmente relacionados com a valorização de resíduos orgânicos e inorgânicos, preservação do meio ambiente, produção de biocombustíveis e análise de ciclo de vida.

Jorge Araújo
CVR 

Licenciado em Engenharia Biológica pela Universidade do Minho, na especialidade de Tecnologia Ambiental, soma 13 anos de experiência em gestão de resíduos, controle de poluição e tecnologias ambientais e acumula atualmente o cargo de diretor executivo do CVR com a direção do LCR, o que lhe confere um vasto domínio técnico-comercial do setor associado a um significativo conhecimento analítico e tecnológico.

Joana Carvalho
CVR 

Doutorada em Engenharia Química e Biológica pela Universidade do Minho e atual coordenadora do departamento de I&D do CVR. Tem coordenado várias participações em projetos nacionais e internacionais relacionados com a valorização de resíduos.

André Mota
CVR 

Doutorado em Engenharia Química e Biológica, na Universidade do Minho, ocupa o cargo de Técnico de Investigação e Desenvolvimento, no CVR, estando responsável pela preparação e acompanhamento técnico e científico de diversos projetos nacionais e internacionais, relacionados com a incorporação de resíduos em materiais de construção e análise de ciclo de vida.

Pedro Ribeiro
CVR 

Mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade do Minho, Pedro Ribeiro possui demarcada experiência profissional em atividades de investigação e desenvolvimento em temas relacionados com a transferência de calor, mecânica de fluidos, mecânica dos materiais, termodinâmica e combustão, com várias publicações científicas nas áreas. Atualmente, exerce funções de Investigador do departamento de I&DT do CVR - Centro para a Valorização de Resíduos.

Irene Morais
CVR 

Licenciada em Engenharia Agrónoma pela Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (UTAD). Desempenha funções de técnica de laboratório no laboratório de caraterização de resíduos (LCR) do CVR.

Maria Cândida Vilarinho
CVR 

Doutora em Engenharia Mecânica, licenciada em Engenharia Metalúrgica e professora auxiliar na Universidade do Minho. Exerce atualmente as funções de presidente do Conselho de Administração do CVR, tendo participado em mais de duas dezenas de projetos nacionais e internacionais.

António Tadeu
ITECONS 

Doutorado em Engenharia Civil, especialidade de Mecânica Aplicada, pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Professor catedrático e Responsável científico da área das Construções no Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Coimbra. Presidente da direção do Itecons. Membro do Laboratório Associado de Energia, Transportes e Aeronáutica (LAETA).

Nuno Simões
ITECONS 

Doutorado em Engenharia Civil, especialidade de Ciências da Construção, pela Universidade de Coimbra. Professor auxiliar na Universidade de Coimbra. Vogal da direção e Supervisor Técnico e Científico do Itecons. Membro do Laboratório Associado de Energia, Transportes e Aeronáutica (LAETA).

João Almeida
ITECONS 

Doutorado em Química, especialidade de Química Macromolecular, pela Universidade de Coimbra. Responsável pela Secção de Energia e Ambiente da Unidade de Medição e Ensaio e Supervisor Técnico e Científico do Itecons. Membro do Centro de Química de Coimbra.

Teresa Morgado
ITECONS 

Licenciada em Química Industrial pela Universidade de Coimbra. Técnica Superior do Itecons envolvida na aplicação de técnicas de infravermelho, cromatografia líquida e gasosa e espectrometria de massa, entre outras. 

Ângela Almeida
ITECONS 

Licenciada em Química Industrial pela Universidade de Coimbra. Técnica Superior do Itecons envolvida na aplicação de técnicas de espectrometria de emissão atómica, espectrometria de massa e espectrometria de fluorescência de raios X, entre outras.

Sofia Conde
ITECONS 

Mestre em Engenharia Agronómica, Ramo de Proteção de Plantas, pelo Instituto Superior de Agronomia, Lisboa. Bolseira contratada pelo Itecons no ambito do projeto EGR.

Mónica Marques
 

Licenciada em Química Industrial pela Universidade de Coimbra. Técnica Superior do Itecons envolvida na aplicação de técnicas de espetroscopia de absorção molecular, cromatografia iónica, análise elementar, potenciometria, volumetria e gravimetria, entre outras.

 

O Consórcio

 

NOTÍCIAS

 

CONTACTO

logos 2020

© EGR - EcoGreenRoof